criança e dinheiro

Quando se fala em educação financeira, muitas pessoas não sabem como se organizar financeiramente. Falando de um contexto familiar, é importante considerar que todos os membros da família têm participação na organização financeira da família, por isso, todos precisam aprender a lidar com o dinheiro, inclusive as crianças, assumindo as responsabilidades de acordo o nível de desenvolvimento delas.

Portanto, pensar em maneiras de ensinar sobre dinheiro desde cedo, é uma tarefa para várias etapas do desenvolvimento das crianças. Dessa forma, neste artigo, separamos algumas sugestões de maneiras de ensinar sobre dinheiro para crianças.

Continue acompanhando para saber mais sobre o assunto!

1.  Ensine à criança sobre o valor das coisas

Faz parte do mundo infantil imaginar, nos primeiros anos de vida as crianças pensam que tudo que recebem vem de graça, por isso, é fundamental que aos poucos você ensine ao seu filho o valor das coisas, para que dessa maneira, ele desenvolva a noção de que para obter coisas você precisa dispor de dinheiro e assim, comece a enxergar o mundo de uma outra perspectiva.

2.  Apresente tarefas do dia a dia ao seu filho

É fundamental que a partir do momento em que seu(a) filho(a) passe a ter mais noção do valor das coisas, você mostre à ele algumas tarefas do dia a dia, como fazer compras no mercado, abastecer o carro, ir ao banco e também algumas tarefas domésticas.

Além, disso, com esse contato direto com as vivências do cotidiano, a criança vai ter uma noção mais concreta do valor e do simbolismo que o dinheiro representa.

3.  Invista na proposta da semanada  

À medida em que as crianças forem adquirindo uma responsabilidade em relação ao dinheiro, vale a pena investir em uma proposta chamada “semanada”, onde você fornece um valor semanal ao seu(a) filho(a) e ele(a) precisa assumir a responsabilidade de administrá-lo.

Você pode começar assim e aos poucos mudar para a proposta da mesada, aumentando assim, a responsabilidade e confiança na criança em relação ao dinheiro, e fazendo com que ela entenda a importância de guardar um dinheiro para um evento futuro, por exemplo.

4.  Trabalho

Para que a criança compreenda o valor do trabalho, você pode incentivá-la a ajudar você em algumas tarefas de casa, como jogar o lixo fora, ou lavar a louça. Assim, após o trabalho, você pode recompensá-la pela ajuda, dando um valor em dinheiro.

Dessa forma, a criança pode compreender a importância de trabalhar para adquirir dinheiro e também valorizará ainda mais o dinheiro.

5.  Economizando nas mínimas coisas do dia a dia

Ensinar às crianças que cada coisa tem um valor vai ajudá-lo a compreender a importância de economizar.

Portanto, fale com seu(a) filho(a) sobre apagar as luzes após sair de algum cômodo da casa para poupar energia, ou então, ao escovar os dentes desligar a torneira e ao tomar banho, economizar água. Essas e outras ações são fundamentais para a educação financeira das crianças.

6.  Diálogo é a chave

O diálogo é um fator muito importante no processo de educação financeira com as crianças. Portanto, sempre converse com ela sobre as dúvidas que ela possa vir a ter, mas lembre-se de não sobrecarregá-la com respostas muito elaboradas. Opte pela simplicidade e ensine a criança a se relacionar com o dinheiro de forma saudável.

Por fim, lembre-se também de fazer o acompanhamento das responsabilidades dadas à ela. Isso além de elogiar as atitudes positivas da criança em relação ao dinheiro, reforçando comportamentos saudáveis.

E se você gostou desse conteúdo e tiver qualquer dúvida ou queira fazer alguma sugestão, comente abaixo suas impressões. Continue acompanhando nosso blog para mais conteúdos como este!

 

Comentários