não deixe para amanhã
investimento

Muitas pessoas que têm quantias consideráveis paradas na poupança sabem o quanto esse investimento é ruim, mas ficam postergando a tomada de alguma decisão, por diversos motivos, como: falta de conhecimento (não saber onde colocar o dinheiro), falta de tempo, falta de interesse e etc. O que essas pessoas não sabem, é o quanto estão deixando de ganhar por fazerem isso. Por isso, não deixe para amanhã o investimento que pode fazer hoje.

Atualmente, a poupança remunera 0,5% ao mês mais TR (Taxa Referencial), o que representa, em média, 7% ao ano. Enquanto isso, o preço das coisas sobe 8,97% em 12 meses, de acordo com dados do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de agosto, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Ou seja, a rentabilidade real, ou seja, descontada a inflação, de quem deixa o dinheiro na poupança hoje é de -1,80%. É isso mesmo, MENOS 1,80% ao ano, o que significa que o seu poder de compra diminui a cada dia.

Educação financeira

Mas, se a poupança é assim tão pior, por que as pessoas insistem em deixar o dinheiro lá? O verdadeiro grande problema do Brasil é a educação financeira. A população brasileira atualmente é de 200,4 milhões de pessoas, sendo que, destas, cerca de 50% tem conta em banco e apenas 20% poupa algum dinheiro. Ou seja, de 200,4 milhões de pessoas, 100,2 milhões têm conta em banco e apenas 40 milhões poupam algo.

Mas o pior dado vem agora: das 40 milhões de pessoas que poupam dinheiro, 36 milhões (90%) colocam o dinheiro na poupança. Enquanto isso, apenas 0,24% da população investe no Tesouro Direto (484 mil pessoas) e 0,27% na bolsa de valores (559 mil pessoas). E, por que isso é assustador? A resposta é simples: poupança não é investimento, visto que, como já dito anteriormente, sua rentabilidade real atualmente é negativa.

Alternativas

Mas quais são minhas opções então? Existem muitas. Ao mesmo tempo que esse dinheiro está perdendo valor real na poupança, poderia estar rendendo, em média, entre 12% e 16% ao ano, ou seja, mais que o dobro. Existem diversas alternativas no mercado financeiro que são tão seguras quanto à poupança e com a mesma liquidez. Ou seja, em algumas delas você também pode tirar o dinheiro a qualquer momento e não corre risco nenhum, mas ganha o dobro da renda. Sendo assim, não deixe para amanhã! Qual é a dúvida em tirar esse dinheiro da caderneta agora mesmo para colocá-lo na renda fixa?

CDBs (Certificados de Depósitos Bancários), LCIs (Letras de Crédito Imobiliárias), LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio), LCs (Letras de Câmbio), Debêntures, CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), CRAs (Certificados de Recebíveis do Agronegócio), LFs (Letras Financeiras) e muitos outros títulos são ótimas opções para você e que batem de longe a poupança. Basta encontrar o que se adequa melhor ao seu perfil e começar agora mesmo.

Para entender melhor sobre cada um desses títulos, acesse agora mesmo o vídeo que gravei sobre os melhores títulos de renda fixa do mercado clicando aqui, não deixe para amanhã!