Nos últimos meses você deve ter ouvido diversas vezes o termo bitcoin. Mas de fato você sabe o que realmente significa isso? Neste artigo vamos explicar.

Bitcoin, também conhecido pela sigla “BTC” é uma forma digital de dinheiro. É uma criptomoeda peer-to-peer (P2P). Portanto, é diferente de uma moeda virtual que existe apenas no formato de bits.

Por exemplo, quando você faz pagamentos através do PayPal está lidando com moedas virtuais. Por outro lado, as criptomoedas são criadas com base na tecnologia blockchain, sendo que as transações não são verificadas por uma autoridade central. 

Assim, você pode criar sua própria conta em minutos e numa rede descentralizada que é executada através do consenso de seus participantes.

Receba nosso conteúdo exclusivo

Se cadastre

Quando surgiu? Quem criou?

O Bitcoin foi criado em 2008 por um autor desconhecido, com o nome de Satoshi Nakomoto. O objetivo foi produzir uma moeda que não fosse controlada por nenhum governo.

Desenvolvido e lançado em uma estrutura de dados chamada blockchain, o bitcoin está sendo usado cada vez mais como um meio de troca de valor.

Na verdade, havia mais de US $ 1,4 trilhão em  transações com bitcoin em 2018 e o tamanho médio de uma transação de BTC era de cerca de US $ 15.000. 

Embora o bitcoin tenha sido adotado por milhares de comerciantes em todo o mundo, ainda existem muitos erros sobre o que o bitcoin realmente é, como ele foi criado e por que ele pode ser útil.

Neste artigo, abordaremos os conceitos básicos relacionados ao bitcoin, confira!

Sistema Financeiro Completo

Antes de mais nada, o bitcoin é indiscutivelmente um sistema financeiro completo. Além disso, é um protocolo que inclui dados para a criação de um livro distribuído público digital e imutável. 

Como o livro-razão do bitcoin é compartilhado publicamente, todos podem visualizar as transações do BTC que foram registradas desde que a moeda foi lançada. Por exemplo: os endereços do remetente e do destinatário e a data e hora em que a transação foi confirmada.

Quem processa uma transação de bitcoin?

As transações com bitcoin não precisam da mediação de terceiros. Por exemplo, um banco serve como um intermediário confiável que ajuda a liquidar transações monetárias entre duas entidades. 

Um funcionário do banco pode ser considerado um intermediário de confiança porque ajuda a facilitar uma troca de valor entre duas partes. 

As transações com bitcoin são diferentes porque ele é transferido através de uma  rede blockchain que foi projetada para funcionar sem a necessidade de um intermediário.

Mineiros validam blocos de transações

O bitcoin é executado por seus usuários e mineradores para criar dinheiro novo através de um processo chamado ‘mineração’.

Para processar um pagamento com BTC, os mineradores no blockchain do bitcoin precisam validar os blocos de transações. Cada bloco contém um conjunto de transações que precisam ser verificadas antes que possam ser elegíveis para processamento. 

Assim, cada minerador resolve um quebra-cabeça matemático difícil de calcular, a fim de ter a chance de processar o próximo lote de transações.

Depois que um minerador produziu um número único usando seus recursos computacionais, baseado na  função hash SHA-256 do bitcoin, eles são encarregados de gerar o próximo bloco de transações na rede. 

O processo de geração de blocos no blockchain do bitcoin é gerenciado por um sistema chamado Prova de Trabalho (PoW).

Bitcoin é um ativo que não desvaloriza

Atualmente, milhões de bitcoins são extraídos. Ao contrário das moedas tradicionais, que não são limitadas por uma oferta máxima, o protocolo bitcoin só produzirá um número máximo de BTC.

Além disso, essa criptomoeda não desvaloriza, sendo que seu preço aumentou consideravelmente desde seu lançamento.

Por ser um tipo relativamente novo de ativo, os analistas argumentam que é muito cedo para o bitcoin ter um valor de mercado estabelecido. 

Embora isso possa ser verdade, atualmente é um desafio para os comerciantes aceitarem o bitcoin. Isso porque seu preço continua a ser altamente volátil.

Conversão da moeda

Devido a esta extrema volatilidade de preço, muitos dos comerciantes que aceitam o bitcoin  geralmente realizam a conversão em uma moeda mais estável depois de receber o pagamento. 

Bitcoin é armazenado em uma carteira

Outros fatores que atualmente impedem a adoção do Bitcoin incluem o processo bastante técnico de armazenar a criptomoeda. Para armazenar o BTC, os usuários precisam criar uma carteira criptografada que tenha um endereço público exclusivo.

Além disso, uma chave pública, uma chave privada, uma frase secreta e uma senha particular. Depois que o usuário cria a carteira, ele também é responsável por garantir que suas informações e fundos privados permaneçam seguros.

Se um usuário esquecer suas senhas privadas, seus fundos poderão ser perdidos para sempre. Além disso, se um hacker consegue obter acesso às chaves privadas de um usuário ou à frase secreta, ele poderá roubar os bitcoins armazenados na carteira.

Ao contrário de um banco tradicional que guarda os fundos dos clientes, uma carteira criptográfica online deve ser gerenciada pelos próprios usuários. 

Comentários