investimento imobiliário

O brasileiro tem três paixões: carro, futebol e imóvel. Não é incomum encontrar investidores superavitários com pouco dinheiro guardado mas com mais de um investimento imobiliário. Além disso, nossos pais e avós já diziam, invista em imóveis, pois “é retorno garantido”. De duas uma, ou desconhecimento das alternativas de investimentos ou desconfiança do nosso sistema financeiro.


Para acabar com a dúvida, preparei um guia completo com as principais dúvidas e dicas que um investidor iniciante em Fundos Imobiliários pode ter. Lembrando que a ideia não é falar sobre a atratividade ou não do setor imobiliário, até por que, como todo mercado, esse também passa por ciclos.

 

Como Funciona o Fundo de Investimento Imobiliário

Fundos imobiliários são como condomínios de investidores, administrados por instituições financeiras, fiscalizados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e suas cotas negociadas em ambiente de bolsa (homebroker). Seu objetivo é aplicar recursos no desenvolvimento de empreendimentos imobiliários ou imóveis prontos, como hotéis, shopping centers, edifícios comerciais, escolas, loteamentos e etc…

Facilidade e acesso a grandes empreendimentos

Individualmente você provavelmente não conseguiria comprar um shopping center sozinho. Por meio dos fundos imobiliários você pode comprar cotas que giram em torno de R$ 100,00, e lucrar com a valorização das cotas ou recebendo dividendos mensalmente como nos aluguéis.

 

Diversificação

Ao investir em fundo imobiliário, você está participando de um grande empreendimento, tais como torres comerciais, shopping centers etc. Tradicionalmente imóveis comerciais possuem melhores taxas de retorno que imóveis residenciais. Além disso, você pode ter algumas cotas de um fundo de galpões, salas comerciais, shopping centers etc.

 

Liquidez

Apesar de ser um investimento de longo prazo, você tem a facilidade de saber quanto vale diariamente, pois é um ativo cotado em bolsa e conta com a facilidade de poder vender a qualquer momento. Em contraste com um imóvel que é infinitamente mais complexo e tem custos elevados.

 

Riscos do investimento imobiliário

Como todo investimento, esse também pode apresentar risco de perda. Quais são eles:
Risco de liquidez: Não encontrar um comprador ao preço justo.
Risco de mercado: Queda no valor da cota por algo particular ao imóvel ou simplesmente por um momento ruim do mercado imobiliário.
Inadimplência: Caso o imóvel tenha uma vacância alta, desse modo, os aluguéis podem não entrar e ou até atrasarem.

 

Imposto de Renda

Os rendimentos recebidos por investidores pessoa física são isentos de Imposto de Renda (IR). Entretanto, vale destacar que o cotista não pode ter mais de 10% do fundo, o fundo precisa ter no mínimo 50 cotistas e as cotas precisam ser negociadas em bolsa.
Atualmente, praticamente todos os fundos atendem esses requisitos. Ademais, vale destacar também que a isenção vale apenas para os aluguéis recebidos. No caso de venda das cotas com ganho de capital o investidor precisa recolher 20% do ganho como IR independente do valor da venda, diferente das ações que tem um limitador de R$ 20.000,00 no mês.

 

Custos de um investimento imobiliário

Uma das vantagens da maioria dos fundos imobiliários é a baixa taxa de administração. Atualmente os administradores cobram em torno de 0,25% ao ano. Essa taxa varia de acordo com cada fundo e gestor.

 

Vale a pena o investimento mobiliário?

Historicamente no Brasil os imóveis valorizam e a tendência é que esse movimento continue, pois ainda temos um déficit habitacional enorme frente a países desenvolvidos. Do ponto de vista dos imóveis comerciais e shoppings o cenário é um pouco diferente, pois a valorização está muito vinculada a performance da economia tais como renda, emprego, PIB (Produto Interno Bruto) etc. É muito complexo tentar fazer qualquer previsão sobre se vai ou não valorizar, até por que, não sou especialista em mercados imobiliários, mas a dica de ouro é: diversifique, invista com horizonte de longo prazo e tenha calma nos momentos turbulentos, não se assuste com a queda dos ativos.

Vale destacar, que investir em fundo imobiliário é muito mais barato e prático. Veja o exemplo abaixo:

Dicas para fazer um bom investimento imobiliário 

Dessarte, a maior dica para quem deseja investir em fundos imobiliários é buscar entender em que o fundo investe. Portanto, se quiser se aprofundar mais, veja quais são os imóveis que pertencem ao fundo, taxa de vacância (salas vazias) e até riscos do negócio.

 

Forte abraço.