Conheça 5 Investimentos que pagam renda passiva

Investir no mercado financeiro é uma maneira de multiplicar seu dinheiro. Ou seja, a quantia que você investe tende a gerar rendimentos, que aumentam o seu patrimônio. Por isso, é possível dizer que os investimentos pagam renda passiva.

Essa vantagem pode ser encontrada nos mais diversos ativos financeiros. Entretanto, existem aqueles que oferecem uma renda mais frequente e que podem funcionar como uma espécie de salário. É isso que você busca ao investir?

Se este for o seu caso, confira este conteúdo para saber mais sobre a renda passiva e conhecer os ativos que podem agregar – e muito – ao seu plano de independência financeira.

O que é renda passiva?

Renda passiva corresponde ao dinheiro que pode ser ganho sem o dispêndio de muito esforço direto. Exercer uma profissão e ser pago por ela é um exemplo de renda ativa. Isto é, faz-se necessário trabalhar para receber um salário em troca.

Já a renda passiva acontece quando não há essa relação direta entre trabalho e renda. Por exemplo, uma pessoa que se aposenta passa a receber uma renda passiva depois de se afastar do mercado de trabalho.

O mesmo acontece com um empreendedor que não está mais atuando rotineiramente na sua empresa. Ele recebe rendimentos passivos pelas atividades do negócio que desenvolveu.

Outra forma de vivenciar isso é investindo no mercado financeiro. Neste caso, dizemos que o seu dinheiro está trabalhando por você.

Isso significa que a quantia investida está se transformando em mais dinheiro por conta dos juros compostos – sejam eles visíveis ou não aos olhos do investidor. A independência financeira, por exemplo, pode ser conquistada se algum dia essa rentabilidade for suficiente para custear seu custo mensal.

Nesse cenário, o trabalho ativo seria dispensável, pois a renda estaria garantida apenas com os rendimentos passivos. Para alcançar esse patamar, contudo, é preciso poupar dinheiro, acumular patrimônio, fazer boas escolhas de investimento e contar com o fator tempo — pois ele potencializa a ação dos juros.

5 investimentos que pagam renda passiva

Como você já sabe, diversos investimentos apresentam potencial para lhe trazer rendas passivas, pois os juros atuarão para multiplicar seus ativos financeiros. Ainda assim, existem opções mais adequadas para quem quer contar com uma renda frequente.

Vamos supor, por exemplo, que alguém deseja investir em alternativas que lhe tragam uma renda constante, seja para usar esse valor nos custos do dia a dia ou para reinvestir e melhorar a performance da carteira. Os investimentos sobre o qual falaremos a seguir podem fazer isso!

Confira então 5 opções de investimento – sejam eles de renda fixa ou variável – que pagam renda passiva aos investidores:

1. Previdência Privada

A Previdência Privada é um dos investimentos mais conhecidos quando se fala em pagamento de renda passiva. Isso porque o intuito principal dela é exatamente possibilitar rendimentos para quem deseja planejar a própria aposentadoria.

Basicamente, existem duas fases de toda Previdência Privada: o período de acumulação de patrimônio e o de usufruto que é quando se recebe mensalmente uma parte do que foi acumulado. No primeiro, você realiza aportes mensais e o dinheiro é investido. No segundo, é hora de resgatar o dinheiro na data combinada em contrato.

O resgate pode ser feito de forma única – ou seja, recebendo todo o valor correspondente à sua previdência – ou na modalidade de renda passiva. Por sua vez, essa renda pode ser vitalícia ou por tempo determinado — o que dependerá da escolha de cada investidor.

2. Debêntures com cupom

Debêntures são investimentos da renda fixa que funcionam, basicamente, como um empréstimo feito a uma empresa. O investidor disponibiliza uma quantia para a companhia, que se compromete a devolver o valor acrescido de juros.

É preciso ficar atento aos dois tipos de debêntures: as que pagam os juros apenas no resgate do dinheiro e as que pagam os chamados cupons. Essas últimas estão mais condizentes com o objetivo de ter uma renda passiva constante.

Isso porque o pagamento de cupons significa que a empresa pagará frequentemente uma parte dos juros para o investidor. É muito comum que essa devolução seja semestral. Logo, ao investir nessa opção, você pode receber, a cada seis meses os rendimentos do ativo.

Entretanto, é importante entender que quem investe nas debêntures sem cupons também terá uma renda passiva, mas ela só será recebida no final do prazo do investimento. Já os que investem na modalidade dos cupons receberão o dinheiro aos poucos, ao longo do tempo.

3. Tesouro IPCA com juros semestrais

O Tesouro IPCA é um título público de renda fixa oferecido pelo Governo Federal. A rentabilidade dele está atrelada à inflação, acrescida a uma taxa fixa, o que faz com que o investimento sempre renda mais do que esse índice.

Por estas características, o Tesouro IPCA é considerado uma boa opção para investimentos de longo prazo.

Em relação à renda passiva, este título funciona de maneira semelhante ao que explicamos sobre as debêntures. Na opção de Tesouro IPCA com juros semestrais, os rendimentos são depositados na sua conta a cada seis meses, enquanto nas outras opções o rendimento é pago na data de vencimento do título.

Vale destacar que, tanto nas debêntures quanto no Tesouro IPCA, pode haver uma relativa perda de rendimentos quando se opta pelos cupons ou pelos juros semestrais. Isso porque a ação dos juros compostos se potencializa com o tempo. Então, receber os rendimentos aos poucos limita isso.

4. Fundos imobiliários

Os fundos imobiliários (FIIs) também são representantes de investimentos que pagam renda passiva constante. Entretanto, é preciso ter cuidado ao escolhê-los, pois há muitas alternativas e algumas delas podem não oferecer essa vantagem.

Um exemplo bastante comum de FIIs para renda passiva são os fundos com foco no aluguel. Eles consistem em adquirir imóveis e disponibilizá-los para locação. Com isso, o fundo tem uma renda constante paga pelos locatários.

A administração dos imóveis fica sobre responsabilidade da gestão do fundo e o papel do investidor é adquirir as cotas do FII e acompanhar as decisões dos gestores. Assim, quando houver distribuição do lucro proveniente dos empreendimentos imobiliários que fazem parte da carteira do fundo, você recebe uma renda passiva.

5. Ações

Por fim, as ações são mais um exemplo de investimentos interessantes para quem busca receber uma renda constante. Nesse caso, é apropriado procurar por empresas que sejam boas pagadoras de dividendos.

Os dividendos e outros proventos consistem no rendimento oriundo da divisão do lucro dos negócios. Isto é, eles são pagos aos sócios — e você pode se tornar um quando adquire ações de uma companhia de capital aberto, passando a receber dinheiro nessas divisões de lucro.

No artigo de hoje apresentamos 5 opções de investimentos que pagam renda passiva. Quem tem o desejo de receber dinheiro frequentemente como fruto de seus ativos financeiros deve olhar com atenção para essas oportunidades e verificar se elas são adequadas aos seus objetivos.

Ficou alguma dúvida? Basta deixar seus comentários abaixo que te responderemos.