Conheça os maiores pagadores de dividendos da bolsa de valores

Quem investe em ações na bolsa de valores pode ter objetivos bem diferentes. Por exemplo, especuladores visam lucrar com a variação no preço dos ativos no curto prazo, enquanto investidores de longo prazo focam em empresas com potencial de crescimento ou nos maiores pagadores de dividendos.

Aqueles que procuram pelas maiores pagadoras de dividendos do mercado têm, normalmente, um objetivo em comum: obter renda passiva no longo prazo e viver de rendimentos. Especialmente durante a aposentadoria.

Se você está pensando em investir com foco em dividendos ou quer entender mais sobre o tema, continue a leitura deste post e conheça os maiores pagadores de dividendos da bolsa brasileira!

O que são?

Ao adquirir ações você está comprando o direito de participar do capital social da companhia, certo? Está, portanto, se tornando um sócio dela.

Isto é, você pode receber parte dos lucros obtidos com o negócio — caso mantenha a posse dos papéis até a data-limite relacionada aos proventos.

Os proventos são exatamente parte dos lucros compartilhados pela empresa com os acionistas (inclusive, os minoritários). Desse modo, quem mantém ações da companhia garante o direito de recebê-los na quantidade proporcional aos papéis que possui.

Os dividendos são um dos tipos de proventos. Em geral, estes são os proventos mais conhecidos pelos investidores, uma vez que sua distribuição é mais frequente. Também é possível receber Juros Sobre Capital Próprio e outros benefícios em momentos diversos.

No caso dos dividendos, os ganhos dos acionistas são isentos de Imposto de Renda, uma vez que a empresa paga o imposto sobre o valor antes da distribuição. Então, o que é compartilhado com os investidores é o lucro líquido.

A frequência de distribuição dos dividendos depende de cada companhia. As mais comuns são anuais ou semestrais, mas também pode acontecer trimestralmente ou mesmo a cada mês.

O percentual distribuído em dividendos também depende da empresa e do que constar em seu estatuto.

Todas as empresas pagam?

Se todos os acionistas que mantêm os papéis garantem o direito a receber a distribuição de lucro das empresas, por que falamos em maiores pagadores de dividendos?  

Afinal, não são todas as companhias que fazem esta distribuição do lucro na bolsa brasileira?

É preciso entender, primeiramente, que o pagamento de dividendos nãos segue sempre as mesmas regras. Como falamos, a frequência e o percentual a ser compartilhado dependem da própria empresa.

As informações sobre esta distribuição devem constar, portanto, no estatuto da companhia. Contudo, isso não significa que basta avaliar o estatuto para identificar os maiores pagadores de dividendos.

É preciso, em primeiro lugar, verificar se o negócio em questão está obtendo lucro. Afinal, é impossível distribuir o que não existe, certo?

Empresas que estejam no prejuízo ou com baixas margens de lucro não terão distribuições interessantes de dividendos no período em que isso acontecer.

Mais um aspecto a se analisar é o momento pelo qual o negócio está passando. De modo geral, empresas que estejam na fase de crescimento e expansão precisam utilizar o próprio lucro para se financiar. Então, possivelmente, não pagarão muitos dividendos.

Consequentemente, para identificar as companhias que apresentam proventos atrativos, é importante procurar aquelas que já se encontram consolidadas. E, de preferência, em um setor que não apresente muito dinamismo.

Negócios de tecnologia, por exemplo, podem ser consolidados, mas precisam frequentemente se atualizar em relação ao mercado. Para isso, continuam reinvestindo na empresa boa parte dos lucros obtidos.

O que caracteriza os melhores pagadores de dividendos?

Como você viu, existem alguns detalhes envolvidos no pagamento de proventos pelas empresas. Desse modo, determinados negócios e setores poderiam ser menos atrativos para investidores com foco na renda passiva.

Perceba que não estamos falando que não vale a pena investir neles. Empresas que estão em crescimento ou fazem parte de setores dinâmicos podem ser sim ótimas escolhas para investidores. Especialmente para quem esteja focado na valorização das ações no longo prazo.

Contudo, se o seu objetivo ao investir em ações é ter a renda passiva dos dividendos, é preciso identificar com quais companhias ele pode ser atingido. Portanto, já sabe que deve considerar evitar os negócios com as características que citamos.

O que caracteriza, então, as empresas que pagam os maiores dividendos?

Decerto, elas são companhias que estão consolidadas no mercado e não focam mais em crescer tanto, contudo, existem setores que exigem menos investimentos. Um exemplo comumente citado é o das empresas de energia.

De modo geral, grandes empresas do setor de energia já fizeram os investimentos em infraestrutura. Portanto, não precisarão injetar tanto dinheiro no seu crescimento novamente. Desse modo, podem realizar distribuições de partes significativas do lucro.

Dividend Yield

Quando falamos em melhores pagadoras de dividendos no entanto, é impossível deixar de citar o Dividend Yield. Afinal, sem este índice, se torna praticamente impossível identificar, de maneira efetiva, as empresas que pagam bons proventos.

Dividend Yield – rendimento do dividendo, em tradução literal – é um indicador criado para mensurar os proventos pagos em forma de dividendos por uma empresa em relação ao preço de suas ações na bolsa.

Desse modo, companhias com um Dividend Yield mais alto geralmente são consideradas boas pagadoras de dividendos.

Portanto, para calcular este indicador basta dividir o valor de dividendos pagos em um determinado período pelo preço individual da ação da empresa antes da distribuição. Em seguida, basta multiplicar o resultado obtido por 100, a fim de encontrar um percentual.

Quais foram as maiores pagadoras em 2019?

Agora que você já sabe o que são e como identificar as maiores pagadoras de dividendos, é o momento de conhecer, na prática, quais foram as empresas que tiveram destaque no quesito distribuição de proventos em 2019.

Conheça os maiores pagadores de dividendos da bolsa de valores
Conheça os maiores pagadores de dividendos da bolsa de valores

A empresa de análises financeiras Economatica preparou um ranking com as 20 companhias que foram os maiores pagadores de dividendos no ano de 2019.

Portanto, confira a lista com os respectivos códigos das ações listadas na bolsa e o percentual de Dividend Yield distribuído aos acionistas no período.

Algumas empresas aparecem mais de uma vez no ranking, ou seja, em posições diferentes, pois há diferenças entre ações ordinárias e ações preferenciais.

Acompanhe:

  • Enauta (ENAT3) – 20,39%;
  • Ser Educacional (SEER3) – 15,95%;
  • Wiz (WIZS3) – 15,85%;
  • Cyrela Realty (CYRE3) – 11,77%;
  • Direcional (DIRR3) – 11,73%;
  • CSN (CSNA3) – 10,75%;
  • Petrobras distribuidora (BRDT3) – 10,21%;
  • Qualicorp (QUAL3) – 10,14%;
  • Itaúsa (ITSA4) – 9,86%;
  • Itaú Unibanco (ITUB3) – 9,34%;
  • MRV (MRVE3) – 8,99%;
  • Transmissão Paulista (TRPL4) – 8,73%;
  • Sanepar (SAPR4) – 8,67%;
  • Metal Leve (LEVE3) – 8,59%;
  • AES Tietê (TIET11) – 8,27%;
  • Smiles (SMLS3) – 8,20%;
  • Taesa (TAEE11) – 8,01%;
  • Itaú Unibanco (ITUB4) – 7,90%;
  • BR Malls (BRML3) – 7,46%;
  • Sanepar (SAPR11) – 7,37%.

 

Quem são as empresas candidatas a pagar bons dividendos em 2020?

A Economatica também projetou as melhores candidatas a pagar dividendos atrativos no ano de 2020.

Confira o ranking:

  • Itaú Unibanco (ITUB3);
  • Wiz (WIZS3);
  • Itaú Unibanco (ITUB4);
  • Taesa (TAEE11);
  • Banrisul (BRSR6);
  • Bradesco (BBDC4);
  • ABC Brasil (ABCB4);
  • BR Malls (BRML3);
  • Bradesco (BBDC3);
  • Cemig (CMIG4);
  • MRV (MRVE3);
  • Banco do Brasil (BBAS3);
  • Cemig (CMIG3);
  • Tupy (TUPY3);
  • Sanepar (SAPR11);
  • Sanepar (SAPR4);
  • Santander (SANB11);
  • BB Seguridade (BBSE3);
  • Tegma (TGMA3);
  • Copel (CPLE6);
  • CCR (CCRO3).

Além disso, vale destacar que as projeções da Economatica para 2020 foram estabelecidas antes da crise do coronavírus.

Devido às turbulências trazidas pela pandemia ao mercado e à economia, é bastante provável que muitas empresas deixem de pagar proventos neste ano – ou reduzam o montante a ser distribuído.

Como escolher ações visando os dividendos?

É muito importante ressaltar que a lista da Economatica não consiste em indicação ou sugestão de investimentos. Além disso, ela não deve funcionar como único fator a ser considerado por investidores que focam em dividendos.

O levantamento partiu de dados quantitativos relacionados ao indicador Dividend Yield (DY) das empresas. Decerto, ele é uma informação interessante para a análise dos investidores, mas suas escolhas precisam considerar também outros fundamentos.

É preciso, antes de tudo, considerar o seu perfil de investidor e os seus objetivos para a carteira de investimentos. Depois, é hora de avaliar cada empresa cuidadosamente. Afinal, ter pagado bons dividendos não significa que ela continuará sólida no futuro.

Seja qual for sua estratégia na bolsa de valores, é indispensável realizar uma análise profunda das empresas que você pretende comprar. Desse modo, aproveite as informações de valor que compartilhamos aqui no Arena do Dinheiro frequentemente e faça boas escolhas.

Além disso, caso você precise de ajuda para montar a melhor carteira com foco em renda passiva para o seu caso, entre em contato conosco. Contamos com uma equipe especializada para auxiliar você a montar um portfólio sólido e buscar bons retornos com seus investimentos!