Investir na bolsa de valores é uma tarefa que envolve uma série de detalhes importantes – aos quais o investidor deve se atentar. Além de entender como funcionam as operações, é importante saber avaliar com cuidado cada ação.

Afinal, você não pode se tornar sócio de uma empresa sem saber como ela está e quais são as perspectivas dela para o futuro, certo?

É por isso que os investidores devem conhecer conceitos como o da análise fundamentalista, que auxilia nessa avaliação. E uma das ferramentas relevantes nesse processo de aprendizado e escolha das melhores ações para investir é o valuation.

Então, que tal saber do que se trata e aprender a utilizar o valuation na análise fundamentalista para escolher as melhores ações na bolsa? Continue a leitura e saiba mais!

Receba nosso conteúdo exclusivo

Se cadastre

O que é análise fundamentalista?

Para começar a discutir o tema, é interessante que se entenda o que é e como funciona a análise fundamentalista. Basicamente, há duas formas principais de avaliar os papéis na bolsa de valores: a análise técnica e a fundamentalista.

Na análise técnica, o principal ponto avaliado é o preço da ação. Os analistas e investidores observam a movimentação dos preços e do volume de venda do papel ao longo de determinado período para fazer projeções sobre o preço futuro.

Já a análise fundamentalista vai além do preço da ação e reflete sobre a saúde da empresa em si. Essa é uma avaliação complexa, pois considera fatores gerais (como PIB, inflação, juros, etc), setoriais (como incentivos governamentais ou novas regulamentações na economia) e, claro, detalhes da própria companhia.

O objetivo é compreender se o negócio apresenta boas condições para os investidores. Ao avaliar uma empresa, a análise considera alguns fundamentos, como:

  • fluxo de caixa;
  • balanços;
  • histórico de lucros;
  • competitividade no mercado;
  • qualidade da gestão;
  • potencial de crescimento.

Valuation: o que é e como funciona?

A análise fundamentalista não é uma técnica sozinha, mas um conjunto de ferramentas que permitem chegar a informações relevantes sobre as empresas — o valuation é uma dessas ferramentas. Como o nome sugere, o valuation está relacionado à avaliação do valor da ação. Ou seja, seu uso visa entender se o preço do papel corresponde ao que ele oferece.

Mais do que isso, o valuation também proporciona levantar hipóteses sobre o potencial de valorização do negócio. Para realizar essa análise, é importante conhecer o mercado de atuação da empresa e ter dados sobre seu histórico financeiro e operacional.

Existem alguns métodos para calcular o valuation. Conheça estes métodos a seguir:

Fluxo de caixa descontado (FCD)

Essa é a forma mais utilizada para chegar ao valuation, pois é considerado um método bastante completo. O cálculo dele é baseado no faturamento atual da empresa e nas projeções para os próximos anos.

Como o aspecto a ser avaliado é o valor da empresa e seu potencial para o investidor, a análise leva em consideração uma taxa de desconto sobre as projeções. Dessa forma, as previsões são utilizadas para entender o valor atual do papel e saber se vale a pena investir nele para obter ganhos futuros.

A taxa de desconto utilizada do cálculo considera os riscos e os custos do negócio. Assim, o fluxo de caixa descontado envolve diversos aspectos relevantes no funcionamento de uma empresa. Por isso, ele é visto como a melhor maneira de chegar ao valuation.

Múltiplos de mercado

Essa é uma técnica mais simples e que promove resultados mais rápidos em relação à avaliação de uma empresa. Entretanto, por conta dessas características, o indicado é utilizá-la em complementaridade com outros métodos de análise.

A ferramenta dos múltiplos de mercado funciona, em termos simples, como uma pesquisa comparativa. A ideia é colher informações sobre empresas da mesma área para comparar os dados e concluir se o negócio em que você quer investir tem bom valuation.

É preciso, contudo, tomar alguns cuidados essenciais nesse processo. Um dos principais é se certificar de estar comparando empresas semelhantes. Do contrário, os resultados ficarão distorcidos.

Outro ponto de atenção é definir os elementos que serão avaliados como, por exemplo:

  • a relação entre o preço e o lucro por cada papel;
  • a porcentagem de dividendos oferecida;
  • a receita e o patrimônio da empresa;
  • seu valor de mercado.

Avaliação por ativos (valor patrimonial)

Esse é um método complementar para se chegar ao valuation de uma empresa, pois a avaliação por ativos não apresenta uma análise muito profunda do negócio. Ela consiste em avaliar, principalmente, o valor contábil (considerando o balanço patrimonial da empresa) e o valor de mercado (em comparação com as concorrentes).

Geralmente, a técnica de avaliação por ativos é utiliza em situações bastante específicas, como em casos de crise financeira, empresas passando por liquidação ou em processo de aplicar melhorias que ainda vão ser concluídas. Nestas situações, todos os ativos da companhia são analisados, bem como seus passivos.

Qual a importância do Valuation?

Agora que você já sabe do que se trata a análise fundamentalista e o valuation e conhece as principais formas de calcular o valor de um negócio, podemos pensar um pouco sobre qual é a importância desse procedimento.

Na bolsa de valores, não é raro acontecer de investidores adquirirem papéis por indicação de outras pessoas ou por observarem que a empresa está em destaque no mercado. Entretanto, esse movimento pode fazer com que a ação seja comprada por um valor mais alto, acarretando em limitação dos ganhos — ou até mesmo em prejuízos.

Afinal, quando uma companhia se encontra em destaque, o preço das ações sobre e pode não corresponder à todas as expectativas que estão sendo colocadas sobre elas. Por isso, é sempre indicado fazer uma análise das empresas por meio do valuation, evitando tomar decisões de investimentos baseadas apenas em indicação.

Conclusão

Conhecer o mercado e avaliar as condições da empresa é fundamental para entender se determinado papel está sendo negociado por um valor justo e se ele apresenta boas condições de lucro para os investidores.

O valuation, aliado a outros procedimentos de análise, auxilia o investidor a fazer suas escolhas com mais segurança. Assim, os riscos inerentes à bolsa de valores são reduzidos e as chances de obter bons resultados aumentam. Lembre-se que, para alcançar isso, é preciso muita atenção nos detalhes da análise.

Este artigo trouxe informações novas para você? Então aproveite para dar continuidade ao seu aprendizado e saiba como investir na bolsa com o nosso e-book gratuito sobre o assunto! Clique aqui para acessar o e-book e seguir aprendendo cada vez mais!

Comentários