Rentabilidade do Tesouro Direto — Entenda Exatamente Como Funciona

O Tesouro Direto é um tipo de investimento por meio da emissão de títulos públicos. O capital investido ajuda a financiar projetos públicos e há diversas opções de aplicação. É um meio seguro e que traz bons rendimentos. Confira agora como funciona a rentabilidade do Tesouro Direto e aproveite para começar a investir!

Como funciona a rentabilidade do Tesouro Direto

Por existir diversos tipos de investimento dentro do Tesouro Direto, a rentabilidade de cada um também é diferente. Isso porque há opções prefixadas, pós-fixadas e híbridas. Entenda:

• quando a rentabilidade é pré fixada, significa que o investidor já sabe quanto irá obter de rendimento, tendo juros fixos anuais;
• quando é pós-fixada, o retorno da aplicação é baseada na taxa básica de juros da economia, a Selic. Ou seja, vai mudar conforme ela;
• nas opções híbridas, há os dois tipos de rentabilidade, misturando juros fixos anuais mais o pagamento da variação da inflação.

Tipos de investimentos no Tesouro Direto

Sabendo que a rentabilidade do Tesouro Direto depende do tipo de investimento realizado, é importante conhecer quais são os disponíveis atualmente no mercado para entender sobre seus retornos.

Tesouro IPCA+ (NTNB Principal)

Conta com rentabilidade dividida entre uma taxa de juros anual já definida e com a variação do IPCA durante o período. Dessa forma, o retorno será acima da inflação. O pagamento e o desconto do Imposto de Renda só são realizados após a data de vencimento ou ao antecipar o resgate.

Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (NTNB)

O retorno já é pré-estabelecido, porém, conta com uma antecipação da rentabilidade, pois o pagamento é recebido a cada seis meses. Também é acrescido da variação do IPCA e a incidência do Imposto de Renda ocorre a cada seis meses (o que pode acabar impactando no rendimento líquido).

Tesouro Prefixado (LTN)

Aqui, a rentabilidade não depende de nenhuma taxa e já está prefixada, sabendo exatamente o quanto receberá após a data de vencimento.

Tesouro Selic (LFT)

O retorno que receberá do capital investido está totalmente atrelado à taxa Selic, ou seja, muda conforme suas variações no mercado. Dessa forma, um aumento na taxa, eleva também o rendimento do seu investimento. Porém, uma redução irá prejudicar a rentabilidade.

Agora que você já sabe qual a rentabilidade dos títulos públicos e as opções de mercado, que tal começar a investir? Continue por dentro das notícias sobre investimentos na Arena do Dinheiro para adquirir cada vez mais informações e estar preparado para se aventurar no mundo das aplicações financeiras.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTudo sobre BNDES
Próximo artigoGovernança Corporativa: por que considerar antes de investir
Bruno Ismar Silva é formado em administração de empresas e pós-graduado em Mercados Financeiros pela Universidade Mackenzie. Possui as certificações CFP®, SUSEP e Assessor de Investimentos ANCORD. Redator do portal Arena do Dinheiro e sócio da Renova Invest, empresa de assessoria de investimentos.

Comentários