Quando oscilações políticas e econômicas começam a acontecer, a tendência é que a moeda norte-americana se valorize ainda mais. Nesse sentido, investir em dólar pode ser uma boa opção para quem deseja manter o poder de compra do dinheiro e se preservar de possíveis variações cambiais.

O investimento em moedas estrangeiras não acontece apenas pela compra ou venda de dólar em espécie. Existem opções para quem busca uma exposição direta ao câmbio e também para quem investe em ativos que são beneficiados pela alta da moeda.

Neste artigo, você vai conhecer 4 opções para investir em dólar, de acordo as suas necessidades e preferências. Vamos lá?

O que é um investimento em dólar?

Ao contrário da maioria de outros produtos ou ativos do mercado, o investimento em dólar se baseia nas variações do câmbio. As altas e baixas nessa cotação são influenciadas por fatores internos e externos.

Com as oscilações na taxa de câmbio, é possível ter ganhos ao comprar e vender dólar, por exemplo. No entanto, é importante ter em mente que essas ações também trazem riscos para o investidor.

No Brasil, o dólar costuma ser muito valorizado. Por esse motivo, fazer esse investimento pode ser uma opção versátil para o investidor. Afinal, os momentos de alta na moeda podem resultar em bons retornos do investimento.

Por que esse tipo de investimento é procurado?

Em geral, o investimento em dólar é muito procurado para proteção — ou hedge — da carteira e para diversificação. A moeda é forte e mundialmente aceita. Por isso, a busca por ela cresce em momentos de instabilidade econômica e mercado em baixa.

Além disso, uma boa estratégia de diversificação é importante para a proteção do capital. Isso permite que o investidor tenha maiores chances de equilibrar a carteira e evitar perdas financeiras – apesar das oscilações do mercado.

Vale destacar também que, mesmo quando a economia mundial está passando por uma crise, o dólar é considerado uma moeda forte e tende a desvalorizar menos do que outras moedas. Assim, ela acaba chamando a atenção de diversos investidores – antes, durante e depois de momentos de turbulência.

Como investir em dólar?

Existem diversas formas de investir em dolar no mercado financeiro. Conheça 4 das principais a partir de agora:

1. Fundos de investimento

Essa é uma maneira prática de se expor ao dólar. Os fundos de investimento – especialmente os fundos cambiais – podem estar relacionados de forma direta ou indireta à moeda estrangeira. A depender da composição de cada fundo.

Os fundos cambiais, por exemplo, costumam ser alternativas interessantes para aqueles que buscam diversificação e proteção contra as oscilações do câmbio. No entanto, o investidor tem alguns custos ao optar por essa modalidade de investimento, como taxas de administração.

2. Ações

Empresas brasileiras de exportação são diretamente influenciadas pelo dólar, pois as suas receitas são calculadas nessa moeda. Por isso, você pode ter aplicações em dólar ao investir em ações dessas companhias.

Lembre-se, contudo, que investir em ações – especialmente visando o longo prazo – exige mais atenção do investidor. Portanto, avalie com cuidado as opções e os fundamentos da companhia antes de fazer seus aportes.

3. ETFs

Os Exchange Traded Funds (ETFs) são fundos de investimento com negociação de cotas na bolsa de valores. Eles reproduzem um índice de referência – que pode ser, por exemplo, o Ibovespa ou o índice S&P 500 – que representa o desempenho da bolsa nos Estados Unidos.

Por isso, ao investir em ETFs ligados a índices do exterior, o investidor pode estar indiretamente exposto ao dólar. Os fundos de índice têm incidência do Imposto de Renda e taxa de administração.

4. Operações no mercado futuro

Já ouviu falar em contratos futuros de dólar? Essa é outra forma de investir em dólar a partir do mercado financeiro. Esse tipo de operação é realizado por meio da compra de contratos cheios ou de minicontratos da moeda norte-americana.

Contudo, é importante ressaltar que essa alternativa está mais relacionada ao hedge e especulação, e não ao investimento em si. Isso porque, normalmente, as operações no mercado futuro têm um vencimento específico – de curtíssimo ou curto prazo.

Esta, portanto, não seria a melhor alternativa para quem busca um investimento atrelado ao dólar para um prazo maior de tempo. Nessas operações, a tributação ocorre de acordo com as alíquotas da renda variável – 20% para operações iniciadas e encerradas no mesmo dia e 15% para operações com prazo maior que um dia.

Principais dúvidas sobre investimento em dólar

Agora que você já conheceu 4 alternativas para investir em dólar, confira algumas dúvidas que podem surgir no momento de fazer sua escolha:

Qual é o melhor momento para investir em dólar?

Não é possível definir o momento exato investir em dólares. Em geral, ameaças de crises econômicas podem indicar um bom momento para comprar a moeda, mas a decisão é particular de cada investidor.

Avalie seus objetivos em relação ao investimento e tome sua decisão baseada neles – considerando, ainda, as alternativas alinhadas ao prazo para este investimento.

Quais são os riscos de investir em dólar?

Por ser um investimento em renda variável, um dos principais riscos envolvidos é o de mercado. Afinal, o preço do dólar sofre variações diárias.

Mas se o seu objetivo é fazer hedge, o investimento em dólar servirá justamente para proteger o seu patrimônio das instabilidades.

Mais uma vez, avalie as alternativas do mercado e suas metas, considere a liquidez dos investimentos e os riscos envolvidos. Assim, ficará muito mais fácil tomar uma decisão mais eficiente na hora de investir em dólar – seja para diversificar a carteira ou se proteger das oscilações.

Gostou do conteúdo e quer ampliar os seus conhecimentos sobre investimentos? Então conheça os maiores pagadores de dividendos da bolsa de valores!