Você já pensou em conquistar uma renda mensal vitalícia? Essa é uma medida importante para quem deseja ter tranquilidade financeira. Afinal, permite que se viva de renda passiva — sem a necessidade de trabalhar por ela.

Porém, muitas pessoas acreditam que se trata de um desejo distante. Por isso, deixam de adotar práticas que aproximariam o sonho. Se você ainda não tem ideia de como começar a criar fontes de renda para conseguir rendimentos vitalícios, descobrirá agora.

Continue a leitura deste conteúdo para aprender como investir para aposentadoria e conquistar uma renda mensal vitalícia!

Como conquistar a renda vitalícia?

Viver de renda significa não precisar trabalhar ou, ao menos, não ter que se dedicar tanto à atividade. É o que chamamos de independência financeira. Ou seja, poder escolher continuar no mercado de trabalho ou não.

Para conquistar tal objetivo, é preciso produzir uma renda vitalícia passiva.  Quer saber como fazer isso? Aprenda a seguir!

Tenha uma reserva de emergência

Primeiramente, é preciso ter uma reserva de emergência, pois ela é o primeiro passo para ter segurança financeira. Contudo, lembre-se de que podem surgir imprevistos que exigem um gasto maior que o planejado em um ou em vários meses.

Desse modo, a reserva é o ponto de partida da sua organização financeira. É importante montá-la antes de começar a pensar em uma renda mensal vitalícia. O ideal é que o fundo de emergência tenha o valor equivalente a, pelo menos, 6 meses das suas despesas.

O valor pode ser investido, mas é preciso buscar uma aplicação que tenha liquidez diária. Ou seja, que você não tenha impedimentos para resgatar a quantia quando for necessário contar com ela.

Estabeleça objetivos e metas

O próximo passo é ter um plano para viver de renda. Quais são os seus objetivos quando pensa no assunto? É importante entender qual é o rendimento desejado e quais são as medidas necessárias para chegar até ele, por exemplo.

Vale lembrar que não existe um valor exato de dinheiro para considerar como renda vitalícia ideal. Na verdade, a quantia é personalizada. Ou seja, depende das suas metas e do estilo de vida. Então, é preciso montar um planejamento eficiente para construir seu patrimônio.

Entenda o seu perfil de investidor

Quem tem planos de investir deve entender qual é o seu perfil de investidor. Ele pode ser conservador, moderado ou arrojado. O perfil está relacionado, principalmente, aos riscos que você está disposto a assumir e no potencial de ganho que busca.

Lendo sobre cada perfil pode ser viável identificar o seu, mas também existem questionários aplicados aos investidores antes de iniciar os investimentos. Com base no resultado, você entenderá melhor o quanto tolera riscos.

É essencial considerar o seu perfil na hora de investir, pois assumir riscos maiores ou menores do que está disposto pode gerar frustração e atrapalhar seu plano rumo aos objetivos. Logo, a escolha dos investimentos deve se basear também nessa informação.

Invista o seu dinheiro

Finalmente, o próximo passo é investir o dinheiro para procurar sua renda mensal vitalícia. Aqui, é importante conhecer as alternativas de investimentos para criar uma carteira diversificada de acordo com suas metas. A diversificação é um pilar para diluir os riscos e trazer mais equilíbrio.

As suas decisões de investimentos serão tomadas a partir das informações que você tem sobre cada opção. Afinal, cada tipo de investimento tem características próprias. É preciso avaliar com atenção para identificar quais são os mais adequados para o seu caso.

Quais são as alternativas para investir?

Agora, vamos conhecer algumas alternativas de investimentos para uma renda mensal vitalícia. Para começar, é importante entender o que é renda fixa e renda variável. No primeiro caso, o investimento é mais conservador, com rendimentos mais estáveis.

Já o segundo caso, o investidor não tem como dimensionar seu retorno, pois há maior exposição ao mercado financeiro. Assim, a renda variável é considerada de maior risco.

Separamos a seguir algumas alternativas que costumam ser usadas por quem deseja investir para viver de renda vitalícia. Confira!

Tesouro IPCA

O Tesouro IPCA é um dos títulos públicos — oferecidos na plataforma do Tesouro Direto. O rendimento dele é vinculado ao Índice de Preços para o Consumidor Amplo, que mede a inflação do país.

Ele pode ser contratado em diferentes prazos, além disso, tem como vantagem ser um dos investimentos mais seguros do país. Uma das modalidades do Tesouro IPCA paga juros semestrais, podendo utilizá-lo para ter uma renda passiva frequente.

Fundos Imobiliários

Os fundos de investimento imobiliários (FIIs) são uma modalidade coletiva com foco em investimento no mercado imobiliário. Um gestor administra o capital de diversos investidores. Logo, é possível aproveitar oportunidades que dificilmente seriam acessíveis a apenas um investidor.

O fundo imobiliário é um investimento de renda variável. E você adquire cotas dele na bolsa de valores. O gestor pode obter lucros mensais com aluguéis ou outras negociações de imóveis e parte deles é repasse para os cotistas — de forma proporcional ao número de cotas que cada um tem.

Previdência Privada

A Previdência Privada também é vista como um investimento de longo prazo para quem busca renda mensal vitalícia. Ela é composta, basicamente, por duas etapas: a primeira é de recolhimentos (ou acumulação), na qual o investidor faz depósitos conforme acordado no contrato.

Depois, há a fase de resgate ou usufruto. Ela se refere ao período de tempo em que o investidor recebe os frutos do seu plano de Previdência. Assim, a alternativa costuma ser utilizada para o planejamento de aposentadoria.

Os investimentos feitos pela administradora do plano podem mesclar tanto a renda fixa quanto a renda variável. Desse modo, os perfis de risco dos planos variam e é importante escolher um que combine com o seu perfil e objetivos.

Ações

Por fim, as ações são mais um dos investimentos disponíveis para quem busca uma renda passiva. Elas representam partes do capital social de uma empresa e se negociam na Bolsa de Valores.

Trata-se de títulos de renda variável. Portanto, trazem um risco maior. Os resultados dos investidores dependem das condições da empresa e da situação do mercado – especialmente no curto prazo. No longo prazo, no entanto, os riscos tendem a se diluir.

Normalmente, as pessoas que desejam receber renda vitalícia dão preferência por ações que pagam dividendos e remuneram o acionista de forma recorrente. Contudo, a escolha deve ser feita com cuidado – analisando a qualidade das companhias.

Neste post, você entendeu como conquistar uma renda mensal vitalícia e conheceu algumas alternativas de investimentos que podem servir a esse objetivo. Pense sobre as suas preferências e coloque nossas dicas em prática para se aproximar dos seus sonhos!

Quer saber mais sobre finanças e investimentos? Veja como organizar a sua vida financeira!